Desculpa esfarrapada: falta de tempo

16908020

Um dia desses uma amiga me convidou para ir à sua casa e eu disse pela décima vez que estava meio atolada e sem tempo por esses dias e ela me respondeu que não aguentava mais essa desculpa e que eu deveria inventar outra, pois todo mundo tem 24 horas e que eu deveria priorizar meus amigos.

Eu tenho obviamente que concordar pois realmente visitá-la nesse momento não é a minha prioridade. Mas como eu vou responder dessa maneira?

Mi, quer vir em casa amanhã? humm, amanhã eu já tenho outra prioridade, e já tenho prioridades suficientes para os próximos 5 meses.

Eu posso dizer que é a casa, que é a filha, que é o cachorro, que é o gato, que é o trabalho, mas eu sempre fui muito auto-envolvida e sempre tive dificuldade de encontrar um equilíbrio entre minha vida social e meus afazeres.

Aqui na Suécia as pessoas planejam os encontros com pelo menos 15 dias de antecedência. Pela minha experiência a gente tem mais coisas pra fazer aqui do que no Brasil, porque aqui quase tudo a gente faz a gente mesmo e não terceiriza. Diferentemente do Brasil, onde as pessoas terceirizam desde os filhos até a limpeza da própria privada.

A última vez que estive no Brasil uma menina que eu tinha acabado de conhecer veio me contar que tinha pago 3 mil reais para uma empresa de decoração pendurar uma cortina. Eu pensei, se tivesse me dado a metade disso eu mesma teria pendurado pra você.

Muitos reclamam dos problemas em encontrar amigos aqui e que os suecos são muito fechados. Uma coisa muito comum na Suécia chama-se “föreningsliv” que seriam as associações. Associação de pessoas com interesses comuns, fotografia, filme, música, pintura, costura, livros, culinária, comida vegetariana, esses dias vi uma onde as meninas se encontravam na piscina uma vez por semana e colocavam uma calda de sereia e ficavam nadando, enfim tem de tudo. Assim você encontra pessoas que tem o mesmo tipo de interesse que você e fica mais fácil fazer amizade. No meu caso me envolvo com outras mulheres através da dança. Também frequento às vezes um grupo de pintura. O governo fornece locais gratuitos para as pessoas se encontrarem.