Efeitos colaterais da gravidez

discharge-420x0

Aqui estou eu, finalmente no famoso terceiro trimestre de gravidez! Minha mãe voltou ao Brasil, Fábio chegou de viagem e a casa está de volta a sua rotina normal, ou melhor quase.

Eu estou pesada, mais cansada, e todo aquele bem estar e energia do segundo trimestre estão levemente sendo substituídos por dores no corpo, inchaço e um leve mau humor.

Então resolvi resmungar um pouquinho e escrever aquilo que ninguém nos conta antes da gente ficar grávida. Ou talvez até conta, mas a gente não dá ouvidos:

1) Dores: Nas primeiras 12 semanas de gravidez a gente sente dor. Dor no útero que está se expandindo. Como se fosse cólica, mas mais intensa. às vezes sentimos dores de cabeça também devido às mudanças hormonais. No terceiro trimestre dói tudo. Dó as costelas, dói o nervo ciático, dói a lombar, dói as pernas, dói o corpo se a gente deitar na mesma posição, dói o corpo para mudar de posição!

2) Celulites: Todo mundo sabe das estrias, mas ninguém fala das celulites. Se você não for vegan e comer raw e super food o dia todo, ou viver na academia prepare-se. Celulite vai brotar na sua bunda, nos seus braços e até na batata da pernas. E eu gostaria de estar só exagerando!

3) Nariz sangrando: Desde o início do segundo trimestre o meu nariz sangra. Dizem que é devido ao excesso de sangue que a mãe produz. Como consequência, o nariz fica entupido mesmo sem a gente estar com resfriado.

4) Diga adeus à sua vagina: quando você chegar no terceiro trimestre você não vai mais ver sua vagina quando olhar pra baixo. Você vai esquecer que lá embaixo está peludo e que você tem que se depilar. Lembre-se de se olhar no espelho de frente regularmente para ver se tudo está sob controle :-)

5) Calças rasadas: Você engorda não só a barriga, mas também a bunda, as coxas, os braços, as bochechas ou seja: TUDO! Sabe aquela calça de grávida que você achou que daria para usar os 5 meses seguintes? Pois bem, ela vai rasgar e você vai ter que comprar pelo menos mais duas para aguentar os quilos das últimas semanas que ainda estão para vir!

6) Unhas, cabelos, e pêlos: vão crescer como nunca cresceram antes. Cabelos brilham, depilação mais frequentes, unhas fortes! (tá vendo nem todo efeito colateral é ruim!)

7) Preocupação: preocupação se o bebê é saudável, se o bebê vai ser feliz e alegre, preocupação se tudo está indo bem. Preocupação se o creme, xampu ou produto de limpeza que você usa é toxico ou não. Se o que você come ou sente vai ifluenciar negativamente o seu bebê. Preocupação se o mundo vai acabar, se vai ter guerra, se a economia vai desabar.

8) Respiração ofegante: Desde o início da gravidez que eu fiquei respirando assim, bem fundo, como um velho gordo e cansado. Faz parte da oxigenação dos dois quilos a mais de sangue que a gente adquire durante esses 9 meses.

9) Falta de concentração: Como você vai estar preocupada com milhões de coisas relacionadas ao bebê, dificilmente você vai ter a mesma concentração no trabalho, na escola ou seja lá onde for. Quando o beber começa a mexer, você quer ficar prestando atençao nas mexidas e não no seu trabalho! :-)

10) Gases: Segure-se para não sair voando como um balão de gás! Sabe lá o que ocorre com o nosso sistema digestivo que os gases são produzidos 10 vezes mais do que uma mulher não grávida. Arrotos e puns vão provavelmente desafiar o glamour da deusa!

Chá de bebê na Suécia

10697387_799179333474503_3321413534918396109_o

Estou no finalzinho do segundo trimestre. 27a semana já. Sei que ainda está cedo para o chá de bebê, mas quis aproveitar que minha mãe está ainda de visita aqui para fazer logo. Fábio está viajando, mas eu tive que escolher entre ele ou minha mãe para estar presente na festa.

Foi tudo simples e pouca gente, pois chamei apenas os mais próximos. Minha mãe passou a semana inteira fazendo bolo e guirlanda de fraldas e lembrancinhas de toalha em forma de bala. Se ela não tivesse aqui eu provavelmente não teria feito nada, pois quando eu tenho tempo de sobra, quero mais é descansar, ler e dormir.

Seguiria no estilo sueco de ser: sem chá de bebê, sem enxoval antes do bebê nascer, tudo apenas agendado e reservado para depois do parto! Sem desperdícios ou exageiros, apenas o suficiente! Ou como os suecos dizem: Lagom

10750107_799179336807836_8174583241176839578_o

Dia 30 de novembro eu encerro temporariamente as atividades com a dança por tempo ainda indeterminado. Tudo tem ido muito tranquilo, apesar de como eu disse antes, tenho trabalhado demais e gostaria realmente de ter dminuído o ritmo, mas não deu.

A única coisa que me deixa com a pulga atrás da orelha em relação a essa gravidez é que eu acho que meu bebê mexe muito pouco. Não em quantidade, mas mais especificamente em força. Eu não sinto os chutes na costela, nem acordo de noite com o bebê se mexendo, nem nunca vi o pé se esticando atraves da pele da barriga. Isso me preocupa, porque o bebê seria assim tão calmo? Será que tem algum problema nas pernas? Será que tem algum problema neuromotor? Eu rezo para que tudo esteja normal. Nenhum exame mostrou nenhuma anormalidade, então vou ter que continuar com essa preocupação assim provavelmente até o fim da gravidez. Queria saber se toda grávida é neurótica assim como eu!

Pré-natal na Suécia

barnmoska

O pré-natal padrão da Suécia é feito por uma enfermeira obstretra, também conhecida como parteira. Caso alguma coisa esteja errada ou a mãe tenha algum problema de saúde então ela será encaminhada ao médico. Todos os atendimentos são gratuitos.

SEMANA DA GESTAÇÃO: Descrição da consulta

semana 6-10: Primeira visita – Questionário sobre a saúde da mãe, informações sobre alimentação e drogas. A grávida recebe um livro sobre gestação, parto e cuidados com o recém nascido e alguns panfletos com sugestão de menus para café, almoço e janta.

semana 10-12: Inscrição no sistema – Aqui a gestante é oficialmente registrada e inicia-se os exames como de sangue e urina, pressão sanguínea e peso.

semana 11-13+6: Ultrassom para casais que queiram fazer o KUB-test (conhecido como Translucência Nucal no Brasil) – exame opcional.

semana 17-19: Ultrassom para casais que queiram ver o desenvolvimento do bebê (Opcional). Lembrando que a definição do sexo não é incluída nesse exame. Quem quer saber o sexo provavelmente deve fazer alguma consulta particular. Pelo menos isso é o que diz na nossa informação. Se tiver bem a mostra e o casal quiser saber talvez eles falem.

semana 25: Terceira visita à enfermeira – Exames como tirar a pressão, ouvir o coração do bebê, medição da circunferência da barriga e exame de sangue.

semana 29: Quarta visita – Pressão, ouvir o coração do bebê, medição da circunferência da barriga e exame de sangue e urina.

semana 32: Quinta visita – Pressão, ouvir o coração do bebê, medição da circunferência da barriga, exame de sangue e medição do peso da grávida.

semana 35: Sexta visita – Pressão, ouvir o coração do bebê, medição da circunferência da barriga, exame de sangue e posição do bebê.

semana 37: Sétima visita – Pressão, ouvir o coração do bebê, medição da circunferência da barriga, posição do bebê e peso da grávida.

semana 39: Oitava visita – Pressão, ouvir o coração do bebê, medição da circunferência da barriga e posição do bebê.

semana 41: Nona visita – Pressão, ouvir o coração do bebê, medição da circunferência da barriga e posição do bebê.

semana 42: Décima visita - Visita à enfermeira ou ao médico

8-12 semanas depois do parto
: Pressão sanguínea, peso e exame de sangue.

O processo é bem diferente do Brasil, especialmente porque no Brasil os médicos contam a gravidez como 38 semanas e aqui são 40 semanas, podendo se extender até a 42a. Dificilmente um bebê nasce naturalmente à exatamente 38a semana. E eles acreditam que no primeiro filho ainda demore mais do que 40 semanas.

Anúncio de gravidez

anuncio_de_gravidez

Estamos finalmente no fim da semana 13(12+5). Meu humor e a minha energia começaram a melhorar logo no final da 10a semana e eu voltei a me exercitar e a ficar mais animada. Fizemos o ultrassom e é muito legal saber que realmente tem uma vida dentro da gente. Fábio e eu ficamos bobos com as imagens.

Fizemos o KUB-test (que é um exame baseado na ultrassom e exame de sangue para saber a probabilidade do bebê nascer com uma trissomia cromossômica (do 13, 18 ou 21). A mais conhecida dessas trissomias é a do 21 – síndrome de down. No Brasil esse exame é conhecido como TN (Translucencia Nucal) onde eles medem o tamanho da espessura de um líquido na nuca do bebê. Aqui não é só o resultado dessa medição que determina a probabilidade, mas a combinação dessa medição com os níveis hormonais da mãe.

Lembrando que esse exame não é definitivo. Caso a probabilidade seja grande, a mãe é aconselhada a fazer amniocintesis para se obter o resultado definitivo. Enfim, é um assunto delicado e muitas pessoas preferem não fazer, já que eticamente não temos o direito de escolher quem virá ao mundo ou não. É aquela história, ou você quer ser mãe ou não. Nunca existe uma garantia que nosso filho vai nascer 100% normal (até porque de perto ninguém é normal). Temos que acreditar nas escolhas do universo!

Mas enfim, a partir dessa semana os riscos de aborto diminuem e é nessa fase mais ou menos que as pessoas aqui começam a espalhar a notícia. Por isso resolvemos contar aos nossos amigos e familiares que ainda não sabiam através do Facebook já que a maioria mora no Brasil e ainda temos um monte deles espalhados pelo mundo. Ou seja, a internet é a melhor maneira de espalhar qualquer notícia!

Eu comecei a pesquisar como as pessoas anunciam a grande notícia para os seus amigos e acabei encontrando muita idéia legal.

Esses da foto são Boris (golden retriever) e Astro (britânico de pêlo longo) esses são nossos filhos mais velhos.

Publicamos ontem a noite a nossa foto-anúncio e a maioria das pessoas ficaram mais surpresas do que a minha mãe! Como eu disse o povo já tinha desencanado que Fabio e eu um dia teria filhos!

Gravidez – semana 9 (8+5)

Durante essas primeiras 9 semanas o cansaço tomou conta do meu corpo. Eu não estou conseguindo fazer nada em casa e o meu perceito está fazendo tudo, desde o almoço a lavar roupa e arrumar a casa. Mesmo que eu esteja de saco cheio de fazer nada, mesmo assim não tenho ânimo de fazer coisa alguma, nem mesmo dançar ou fazer ginástica. No trabalho, minha concentração reduziu, demoro para executar minhas tarefas.

Meu corpo mudou e minha barriga e meus seios estão enormes. Já engordei uns dois quilos. Tenho sede e fome o tempo todo preferencialmente coisas salgadas.

Nenhum dos meus amigos sabem sobre a “nossa” gravidez. Como eu mencionei antes, quero esperar passar as 12 primeiras semanas e fazer a ultrassom e os primeiros exames para saber se está tudo bem. No meu trabalho as pessoas estão levemente desconfiadas, mas vão ter que esperar mais um pouco até eu divulgar a grande notícia!

Eu não vomitei nenhuma vez, mas sinto enjôo, azia e mal estar. Acordei duas noites com uma forte cólica, fiquei até preocupada, mas não tinha sangramento então desencanei. A primeira vez na semana 5 e a outra na semana 8. Ultimamente não tenho sentido mais nada estranho.

Eu ganhei um livro “Vänta barn” (Esperando bebê) e panfletos informativos sobre a alimentação e desenvolvimento fetal.

vanta-barn-en-bok-om-graviditet-forlossning-och-forsta-tiden-med-barnet

Gravidez na Suécia

yourbaby_week9

Dia 23 de maio fiz o teste de gravidez em casa. Eu estava finalizando as coreografias, treinando para uma competição em Estocolmo e ensaiando com as minhas alunas. Tantas coisas precisavam ser finalizadas que mal tive tempo de parar para pensar na gravidez.

Continuei com a minha vida normal apenas liguei para o local onde cuidam das crianças e grávidas (mödravårdscentral) e marquei a minha primeira consulta com a enfermeira obstetra (para o dia 16 de junho). Obviamente melhorei a minha alimentação e comprei um suplemento de ácido fólico.

A primeira consulta com essa enfermeira foi apenas uma conversa de cerca de uma hora onde ela fez uma série de perguntas relativa a saúde, hábitos como fumar e beber, e alimentação. Eu não fiz absolutamente nenhum exame, nem mesmo o de urina para comprovar a gravidez.

Volto daqui a duas semanas para realizar alguns exames de sangue (espero) e para responder se eu quero fazer os testes para saber se está tudo bem com o bebê.

Em geral as pessoas aqui na Suécia esperam 4 meses antes de divulgar e eu estou tentando agir da mesma maneira. Quem me conhece e me encontra nas férias e me vê sem beber álcool e bochechuda já deve estar desconfiando!