Brindes para grávidas na Suécia

Photo 2014-12-25 19 36 35

Algumas lojas e farmácias aqui na Suécia fornecem um “Baby Box grátis” que é uma caixa com amostras de alguns produtos para a mamãe e o bebê.

Tudo o que a gente tem que fazer é preencher um formulário no site, anotar o código e ir buscar na loja:

https://www.babybox.se/?partner=Hejbaby1

http://babytobe.se/

Além disso a gente pode também se cadastrar no site da Pampers e da Libero que eles enviam fraldas e mais alguns brindes direto para o hospital. Por isso nem preciso levar fraldas para a maternidade.

Photo 2014-12-25 19 37 22

Baby box – Apoteks gruppen:
1 gorrinho para o Bebê
1 livro sobre gravidez e recém nascido
2 revistas sobre crição de filhos
1 amostra de óleo de bebê de calêndola
1 remédio de gases para bebê
1 frasco de vitaminas efervercentes
1 frasco de vitaminas em pílulas
Diversos panfletos de desconto

Photo 2014-12-25 19 37 45

Baby box – Lloyds Apoteket:
1 frasco pacote de vitaminas
2 amostras de produtos para dores nos mamilos
1 amostra de produto para passar na gengiva do bebê
1 chupeta
1 amostra de produto de lavar roupas
Diversos panfletos de desconto

Photo 2014-12-25 19 38 05

Baby box – Babyproffsen:
1 babador da trygghansa
1 fralda Pampers
1 chupeta
1 absorvente de leito de peito para colocar no sutiã
1 amostra de produto de lavar roupas
Diversos panfletos de desconto

Efeitos colaterais da gravidez

discharge-420x0

Aqui estou eu, finalmente no famoso terceiro trimestre de gravidez! Minha mãe voltou ao Brasil, Fábio chegou de viagem e a casa está de volta a sua rotina normal, ou melhor quase.

Eu estou pesada, mais cansada, e todo aquele bem estar e energia do segundo trimestre estão levemente sendo substituídos por dores no corpo, inchaço e um leve mau humor.

Então resolvi resmungar um pouquinho e escrever aquilo que ninguém nos conta antes da gente ficar grávida. Ou talvez até conta, mas a gente não dá ouvidos:

1) Dores: Nas primeiras 12 semanas de gravidez a gente sente dor. Dor no útero que está se expandindo. Como se fosse cólica, mas mais intensa. às vezes sentimos dores de cabeça também devido às mudanças hormonais. No terceiro trimestre dói tudo. Dó as costelas, dói o nervo ciático, dói a lombar, dói as pernas, dói o corpo se a gente deitar na mesma posição, dói o corpo para mudar de posição!

2) Celulites: Todo mundo sabe das estrias, mas ninguém fala das celulites. Se você não for vegan e comer raw e super food o dia todo, ou viver na academia prepare-se. Celulite vai brotar na sua bunda, nos seus braços e até na batata da pernas. E eu gostaria de estar só exagerando!

3) Nariz sangrando: Desde o início do segundo trimestre o meu nariz sangra. Dizem que é devido ao excesso de sangue que a mãe produz. Como consequência, o nariz fica entupido mesmo sem a gente estar com resfriado.

4) Diga adeus à sua vagina: quando você chegar no terceiro trimestre você não vai mais ver sua vagina quando olhar pra baixo. Você vai esquecer que lá embaixo está peludo e que você tem que se depilar. Lembre-se de se olhar no espelho de frente regularmente para ver se tudo está sob controle :-)

5) Calças rasadas: Você engorda não só a barriga, mas também a bunda, as coxas, os braços, as bochechas ou seja: TUDO! Sabe aquela calça de grávida que você achou que daria para usar os 5 meses seguintes? Pois bem, ela vai rasgar e você vai ter que comprar pelo menos mais duas para aguentar os quilos das últimas semanas que ainda estão para vir!

6) Unhas, cabelos, e pêlos: vão crescer como nunca cresceram antes. Cabelos brilham, depilação mais frequentes, unhas fortes! (tá vendo nem todo efeito colateral é ruim!)

7) Preocupação: preocupação se o bebê é saudável, se o bebê vai ser feliz e alegre, preocupação se tudo está indo bem. Preocupação se o creme, xampu ou produto de limpeza que você usa é toxico ou não. Se o que você come ou sente vai ifluenciar negativamente o seu bebê. Preocupação se o mundo vai acabar, se vai ter guerra, se a economia vai desabar.

8) Respiração ofegante: Desde o início da gravidez que eu fiquei respirando assim, bem fundo, como um velho gordo e cansado. Faz parte da oxigenação dos dois quilos a mais de sangue que a gente adquire durante esses 9 meses.

9) Falta de concentração: Como você vai estar preocupada com milhões de coisas relacionadas ao bebê, dificilmente você vai ter a mesma concentração no trabalho, na escola ou seja lá onde for. Quando o beber começa a mexer, você quer ficar prestando atençao nas mexidas e não no seu trabalho! :-)

10) Gases: Segure-se para não sair voando como um balão de gás! Sabe lá o que ocorre com o nosso sistema digestivo que os gases são produzidos 10 vezes mais do que uma mulher não grávida. Arrotos e puns vão provavelmente desafiar o glamour da deusa!

A decisão de engravidar

cegonha

Há um mês atrás descobrimos que eu estava grávida! Tenho 35 anos e tomava pílula há mais de 18 anos que tanto eu quanto outras pessoas imaginavam que quando eu resolvesse ficar grávida iria demorar meses ou mesmo anos. Para nossa agradável surpresa eu engravidei de primeira tentativa.

Eu havia parado com a pílula há cerca de seis meses pois eu queria desentoxicar meu organismo e logo quando resolvemos realmente deixar qualquer proteção de lado a cegonha apareceu!

Quando eu leio depoimento de outras mulheres fico pasma quando vejo coisas do tipo “sempre quis ser mãe” ou “meu sonho é ter quatro filhos”.

Eu nunca fui assim, pelo contrário, sempre me questionei porque as pessoas ainda têm filhos. Dei prioridade ao meu trabalho e estudos e eu sempre afirmei que só teria filhos se um dia achasse que era a hora certa. Se essa hora nunca chegasse eu provavelmente nunca teria filhos.

Os anos foram passando eu quis fazer outra faculdade, arrumei um emprego, me tornei independente financeiramente, comecei a viajar muito para competições e festivais de dança, para meus retiros espirituais ou seja tenho a vida cheia e faço tudo o que eu gosto.

Mas de um tempo pra cá eu já não estava achando legal essa correria. Eu estava numa fase onde viajar era um martírio. Tudo que eu queria era ficar em casa com Boris (golden retriever), Astro (meu gato british) e meu namorido.

Achei estranho essa mudança em mim, mas acho que era o tal do relógio biológico dizendo “é hora de cuidar do ninho”.

Eu ainda não sei qual é a razão do porque as pessoas ainda tem filhos, mas agora será a minha vez de descobrir.