Julgar e ser julgado

frase-ou-voce-para-de-viver-da-opiniao-dos-outros-ou-voce-nao-vive-ana-carolina-96696

Dizem os psicólogos que a gente leva cerca 7 segundos ou menos para causar a primeira impressão. Todos nós quando vemos alguma coisa ou uma pessoa tiramos uma certa conclusão e inconscientemente estamos analisando esse “objeto”.

Mal sabemos que a nossa opinião normalmente é errada. Que nem sempre o que a gente entende é o que a gente escutou (ou leu) e que as pessoas pensam e agem diferente umas das outras, mas a gente julga de acordo com o que a gente é.

Normalmente aquilo que a gente não gosta no outro é o que a gente não gosta na gente mesmo e por isso aquela característica da pessoa nos irrita tanto. Isso sem contar o recalque. Para quem não sabe o significado da palavra recalque, segue o link aqui. Todo mundo já foi recalcado algum dia na vida.

Enfim, eu escrevi um post há alguns dias do porque a gente nunca deve se preocupar com a opinião dos outros aqui e o mais engraçado é que depois que eu divulguei minha gravidez para os meus amigos, recebi dois comentários que me fez ver como as pessoas às vezes me interpretam mal.

Uma das minhas amigas daqui na Suécia escreveu o seguinte comentário logo abaixo o meu post onde eu anuncio a gravidez:

“É engraçado a expressao de todo mundo ao saber da novidade, ninguem acredita estamos mto felizes por vcs. Parabens mais uma vez! Bjs”

A seguir reescrevo uma reação de uma outra amiga do Brasil (a qual não vejo há uns três anos, mas que de vez em quando me procura no chat quando está interessada em algum amigo meu):

Envio o ultrassom na mensagem.

Ela me responde: vc tá grávida? (eu penso por que eu haveria de enviar um ultrassom se eu não tivesse grávida? na hora me arrependi de ter enviado a mensagem), mas me controlei e respondi educadamente:

eu: sim

ela:ai amiga parabéns, espero que tenha sido planejado!

eu: claro que foi Maura, tenho 35 anos, tomava anticoncepcional há 18 anos, como vc acha que eu ficaria grávida sem querer?

ela: Pensei que vc não quisesse. Eu não me lembrava que vc tinha mudado de idéia!

O tio do Fábio escreveu pra ele: Binho, pensei que vc nunca iria ser pai!

Fabio respondeu: pensou que eu seria o quê? Mãe?

Enfim, as pessoas tiram as suas próprias conclusões por conta própria. Como eu sempre questionei o porquê de ter filhos, é normal que as pessoas interpretem a minha dúvida como uma negação aos filhos além de muitas pessoas associarem o fato de não terem filho como não gostar de crianças.

Eu (infelizmente) também julgo! Julgo mal as pessoas que não tem condições financeiras, mas insistem em ter filhos. Ou as pessoas que não têm tempo, mas insistem em ter cachorro, e por aí vai. Quem disse que eu sou perfeita? (sou quase ;-))

Porque você não deve se preocupar as opiniões alheias

opiniao

Nós somos seres sociais e não dá para negar que o que a gente pensa ou deixa de pensar e agir é moldado pelos valores que são atribuídos pela sociedade na qual estamos inseridos. Por isso um dos maiores medos das pessoas é o medo do que os outros vão pensar. É ser diferente. Todo mundo quer se encaixar e por essa razão muitas pessoas estão doente emocionalmente ou psicologicamente.

Durante a minha adolescência eu sempre andei com um grupo bem fechado de amigas. E naquela época eu deixei de fazer muitas coisas pelo fato de que as minhas amigas não estavam interessadas em ir comigo ou que achavam que não era “da moda” etc. Por exemplo sempre fui interessada em artes plásticas e dança na minha infância, mas entre os meus 14 aos 17 anos mais ou menos eu me afastei de mim mesma para se aproximar do grupo. Passei por uma fase transitória entre os 18 e 21 até que me encontrei novamente. Eu “perdi” cerca de 6 anos da minha vida tentando me encontrar através do outro. Mas eu aprendi uma coisa fundamental nesse período que me deu muita base e estrutura depois que eu me mudei para a Suécia.

Eu aprendi que as pessoas estão sempre preocupadas com elas mesmas. Elas talvez podem nos fazer um favor de boa fé, mas mesmo assim cada um está preocupado com a sua própria vida. Cada um está interessado em correr atrás do seu próprio sucesso.

As vezes você está acima do peso, e o máximo que as outras podem pensar é: nossa fulano engordou, e depois vão cada um continuar pensando na sua própria balança, não no seu peso.

Eu comprovei essa teoria quando fiz uma plástica de nariz. É incrível você tira uma batata enorme que estava na sua cara, mas ninguém vê, sabe porquê? Porque cada pessoa está preocupada com o seu próprio nariz batatudo. Por isso não perca seu tempo se preocupando no que os outros vão pensar, porque os outros só vêem o que eles querem.

Não percamos tempo deixando a opinião dos outros nos influenciar tão profundamente. Mantenhamos o foco na nossa própria essência! :-)